Hospital de Olhos de Presidente Prudente

Carregando...
Hospital de Olhos de Presidente Prudente

Oftalmo Care

features-img

Ceratocone e Doenças de Córnea

O Ceratocone é um distúrbio, que ocorre na córnea com Afinamento Central ou Paracentral, geralmente inferior, resultando no abaulamento anterior da córnea, na forma de cone.

Geralmente de origem hereditária, a doença acomete o adolescente ou adulto jovem levando ao aparecimento de Miopia, elevado grau de Astigmatismo irregular e acentuada baixa da acuidade visual.

O diagnóstico é feito através do exame clínico oftalmológico como a Topografia de Córnea, Tomografia Corneana e Paquimetria.

Tratamentos:

  • Lente de Contato: O uso de lentes é considerado quando os óculos não possibilitam boa visão. Ao adaptar uma lente de contato, o oftalmologista busca condições que possibilitem uma adaptação mais fisiológica, em que ocorra uma menor agressão à córnea com a menor probabilidade do desenvolvimento de complicações.
  • Crosslinking: A técnica consiste na aplicação de um colírio a base de riboflavina, a qual é ativada por meio de um feixe especial de luz ultravioleta, determinando a remodelação e união das fibras de colágeno, o que resulta no aumento da resistência estrutural da córnea. Dessa forma, as chances de progressão do ceratocone são minimizadas, muitas vezes retardando e até mesmo evitando um futuro transplante de córnea, pois haverá um fortalecimento da sua estrutura e aumento da sua resistência, reduzindo a chance de progressão do abaulamento corneano, responsável pelo alto astigmatismo e pela perda progressiva da visão.
  • Anel Intra Corneano: Consiste no implante de um anel de PMMA (um polímero acrílico, inerte), no interior do tecido corneano (estroma). Trata-se de procedimento realizado no centro cirúrgico, sob anestesia local. O implante fará com que a superfície anterior da córnea fique mais regular, diminuindo a assimetria do astigmatismo corneano. O resultado é a melhora do padrão topográfico e consequentemente da acuidade visual. Por se tratar de um procedimento menos invasivo, o anel intracorneano apresenta um menor índice de complicações que o transplantes tendo vantagens tais como a possibilidade de remoção do anel em caso de complicações.